Perceba sua natureza transitória...

Desperte teu Sol Interno...

...e Siga a natureza silenciosa de teu coração.


MMSorge

Tradutor Universal

sábado, 21 de janeiro de 2012

Iluminando a Mente - Entendimento Correto

Sammaditthi Sutta (MN 9) - Entendimento Correto


O Venerável Sariputta explica o Entendimento Correto que é o primeiro elemento do Nobre Caminho Óctuplo. Sendo o primeiro elemento, a sua manifestação é o que possibilita que a prática Budista tenha início; por outro lado, o amadurecimento do entendimento correto permeia toda a evolução do caminho Budista e por fim, se manifesta como o ápice do caminho, caracterizado pela perfeição da sabedoria realizada pelo ser iluminado.

Clic no Link com a tecla Shift apertada
Dê um pause na rádio para ouvir.
  
Palestra:


Sammaditthi Sutta (MN 9)
(81 minutos)


Acompanhe com o texto abaixo:


Majjhima Nikaya 9
Sammaditthi Sutta (MN 9)
 Entendimento Correto

1. Assim ouvi. Em certa ocasião, o Abençoado estava em Savathi, no Bosque de Jeta, no Parque de Anathapindika. Lá o venerável Sariputta dirigiu-se aos monges desta forma: "Amigos bhikkhus." – "Amigo," eles responderam. O venerável Sariputta disse o seguinte:
2. "’Alguém que possui o entendimento correto, alguém que possui o entendimento correto’, assim é dito, amigos. De que forma um nobre discípulo é uma pessoa com entendimento correto, cujo entendimento é reto, que possui perfeita confiança no Dhamma e que penetrou este verdadeiro Dhamma?""De fato, amigo, nós viríamos de uma longa distância para aprender do venerável Sariputta qual o significado dessa frase. Seria bom se o venerável Sariputta pudesse explicar o significado dessa frase. Tendo ouvido dele, os bhikkhus o recordarão." "Então, amigos, ouçam e prestem muita atenção àquilo que eu vou dizer." "Sim, amigo" os bhikkhus responderam. O venerável Sariputta disse o seguinte:

(O Benéfico e o Prejudicial)

3. "Quando, amigos, um nobre discípulo compreende o que é prejudicial e a raiz do que é prejudicial, compreende o que é benéfico e a raiz do que é benéfico, dessa forma ele é alguém que possui o entendimento correto, cujo entendimento é reto, possui perfeita confiança no Dhamma e penetrou este verdadeiro Dhamma."

4. "E o que, amigos, é prejudicial, a raiz do que é prejudicial, o que é benéfico, a raiz do que é benéfico? Matar seres vivos é prejudicial; tomar o que não seja dado é prejudicial; a conduta imprópria em relação aos prazeres sensuais é prejudicial; a linguagem mentirosa é prejudicial; a linguagem maliciosa é prejudicial; a linguagem grosseira é prejudicial; a linguagem frívola é prejudicial; a cobiça é prejudicial; a má vontade é prejudicial; o entendimento incorreto é prejudicial. A isto se denomina aquilo que é prejudicial.

5. "E qual é a raiz do que é prejudicial? O desejo é a raiz do que é prejudicial; a raiva é a raiz do que é prejudicial; a delusão é a raiz do que é prejudicial. A isto se denomina a raiz do que é prejudicial.

6. "E o que é benéfico? A abstenção de matar seres vivos é benéfica; a abstenção de tomar o que não seja dado é benéfica; a abstenção da conduta imprópria em relação aos prazeres sensuais é benéfica; a abstenção da linguagem mentirosa é benéfica; a abstenção da linguagem maliciosa é benéfica; a abstenção da linguagem grosseira é benéfica; a abstenção da linguagem frívola é benéfica; não cobiçar é benéfico; não ter má vontade é benéfico; o entendimento correto é benéfico. A isto se denomina aquilo que é benéfico.

7. "E qual é a raiz do que é benéfico? O não desejo é a raiz do que é benéfico; a não raiva é a raiz do que é benéfico; a não delusão é a raiz do que é benéfico. A isto se denomina a raiz do que é benéfico.

8. "Quando um nobre discípulo compreendeu dessa forma o que é prejudicial e a raiz do que é prejudicial, o que é benéfico e a raiz do que é benéfico, ele abandona completamente a tendência subjacente ao desejo sensual, ele abole a tendência subjacente à aversão, ele extirpa a tendência subjacente em relação à idéia e presunção ‘eu sou’, abandonando a ignorância e fazendo surgir o verdadeiro conhecimento, ele aqui e agora, dá um fim ao sofrimento. Desta forma, também, um nobre discípulo possui o entendimento correto, possui o entendimento que é reto, possui perfeita confiança no Dhamma e penetrou este verdadeiro Dhamma." 

(Alimento)

9. Dizendo, "Muito bem, amigo" os bhikkhus ficaram contentes e satisfeitos com as palavras do venerável Sariputta. Então eles lhe fizeram uma outra pergunta: "Mas, amigo, pode haver alguma outra forma pela qual um nobre discípulo é aquele que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma?" - "Sim, pode haver, amigos."

10. "Quando, amigos, um nobre discípulo compreende o alimento, a origem do alimento, a cessação do alimento e o caminho que conduz à cessação do alimento, dessa forma ele é alguém que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma."

11. "E o que é o alimento, o que é a origem do alimento, o que é a cessação do alimento e o que é o caminho que conduz à cessação do alimento? Existem quatro tipos de alimentos para a manutenção dos seres que já nasceram e para o sustento daqueles que estão em busca de um nascimento. Quais quatro? O alimento comida, grosseira ou sutil, o contato como o segundo, a volição mental como o terceiro e a consciência como o quarto. Com o surgimento do desejo surge o alimento. Com a cessação do desejo cessa o alimento. O caminho que conduz à cessação do alimento é exatamente este Nobre Caminho Óctuplo; isto é, entendimento correto, pensamento correto, linguagem correta, ação correta, modo de vida correto, esforço correto, atenção plena correta, concentração correta.

12. "Quando um nobre discípulo compreendeu dessa forma o alimento, a origem do alimento, a cessação do alimento e o caminho que conduz à cessação do alimento ele abandona completamente a tendência subjacente ao desejo sensual, ele abole a tendência subjacente à aversão, ele extirpa a tendência subjacente em relação à idéia e presunção ‘eu sou’, abandonando a ignorância e fazendo surgir o verdadeiro conhecimento ele aqui e agora dá um fim ao sofrimento. Desta forma, também, um nobre discípulo possui o entendimento correto, possui o entendimento que é reto, possui perfeita confiança no Dhamma e penetrou este verdadeiro Dhamma "

(As Quatro Nobres Verdades)

13. Dizendo, "Muito bem, amigo" os bhikkhus ficaram contentes e satisfeitos com as palavras do venerável Sariputta. Então eles lhe fizeram uma outra pergunta: "Mas, amigo, pode haver alguma outra forma pela qual um nobre discípulo é aquele que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma?" - "Sim, pode haver, amigos."

14. "Quando, amigos, um nobre discípulo compreende o sofrimento, a origem do sofrimento, a cessação do sofrimento e o caminho que conduz à cessação do sofrimento, dessa forma ele é uma pessoa que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma."

15. "E o que é sofrimento, a origem do sofrimento, a cessação do sofrimento e o caminho que conduz à cessação do sofrimento? Nascimento é sofrimento; envelhecimento é sofrimento; enfermidade é sofrimento; morte é sofrimento; tristeza, lamentação, dor, angústia e desespero são sofrimento; não obter o que se deseja é sofrimento; em resumo, os cinco agregados influenciados pelo apego são sofrimento. A isto se denomina sofrimento.

16. "E qual é a origem do sofrimento? É este desejo que conduz a uma renovada existência, acompanhado pela cobiça e pelo prazer, buscando o prazer aqui e ali; isto é, o desejo pelos prazeres sensuais, o desejo por ser/existir, o desejo por não ser/existir. A isto se denomina a origem do sofrimento.

17. "E o que é a cessação do sofrimento? É o desaparecimento e cessação sem deixar nenhum vestígio daquele mesmo desejo, abrir mão, descartar, libertar-se, despegar desse mesmo desejo. A isto se denomina a cessação do sofrimento.

18. "E o que é o caminho que conduz à cessação do sofrimento? É exatamente este Nobre Caminho Óctuplo; isto é, entendimento correto … concentração correta. A isto se denomina o caminho que conduz à cessação do sofrimento.

19. "Quando um nobre discípulo compreendeu dessa forma o sofrimento, a origem do sofrimento, a cessação do sofrimento e o caminho que conduz à cessação do sofrimento … ele aqui e agora dá um fim ao sofrimento. Desta forma, também, um nobre discípulo possui o entendimento correto, possui o entendimento que é reto, possui perfeita confiança no Dhamma e penetrou este verdadeiro Dhamma."

(Envelhecimento e Morte)

20. Dizendo, "Muito bem, amigo" os bhikkhus ficaram contentes e satisfeitos com as palavras do venerável Sariputta. Então eles lhe fizeram uma outra pergunta: "Mas, amigo, pode haver alguma outra forma pela qual um nobre discípulo é aquele que possui entendimento correto … penetrou este verdadeiro Dhamma?" - "Sim, pode haver, amigos."

21. "Quando, amigos, um nobre discípulo compreende o envelhecimento e a morte, a origem do envelhecimento e da morte, a cessação do envelhecimento e da morte e o caminho que conduz à cessação do envelhecimento e da morte, dessa forma ele é uma pessoa que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma."

22. "E o que é envelhecimento e morte, qual é a origem do envelhecimento e morte, qual é a cessação do envelhecimento e morte, qual é o caminho que conduz à cessação do envelhecimento e morte? O envelhecimento dos seres nas diversas classes de seres, a sua idade avançada, os dentes quebradiços, os cabelos grisalhos, a pele enrugada, o declínio da vida, o enfraquecimento das faculdades - a isto se chama envelhecimento. O falecimento dos seres nas várias classes de seres, a sua morte, a dissolução, o desaparecimento, o morrer, a finalização do tempo, a dissolução dos agregados, o corpo deitado - a isto se denomina morte. Portanto, esse envelhecimento e essa morte é que se denomina envelhecimento e morte. Com o surgimento do nascimento existe o surgimento do envelhecimento e da morte. Com a cessação do nascimento ocorre a cessação do envelhecimento e da morte. O caminho que conduz à cessação do envelhecimento e da morte é exatamente este Nobre Caminho Óctuplo; isto é, entendimento correto … concentração correta.

23. "Quando um nobre discípulo compreendeu dessa forma o envelhecimento e morte, a origem do envelhecimento e morte, a cessação do envelhecimento e morte e o caminho que conduz à cessação do envelhecimento e morte … ele aqui e agora dá um fim ao sofrimento. Desta forma, também, um nobre discípulo possui o entendimento correto, possui o entendimento que é reto, possui perfeita confiança no Dhamma e penetrou este verdadeiro Dhamma."

(Nascimento)

24. Dizendo, "Muito bem, amigo" os bhikkhus ficaram contentes e satisfeitos com as palavras do venerável Sariputta. Então eles lhe fizeram uma outra pergunta: "Mas, amigo, pode haver alguma outra forma pela qual um nobre discípulo é aquele que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma?" - "Sim, pode haver, amigos."

25. "Quando, amigos, um nobre discípulo compreende o nascimento, a origem do nascimento, a cessação do nascimento e o caminho que conduz à cessação do nascimento, dessa forma ele é uma pessoa que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma."

26. "E o que é o nascimento, qual é a origem do nascimento, qual é a cessação do nascimento, qual é o caminho que conduz à cessação do nascimento? O nascimento dos seres nas várias classes de seres, o próximo nascimento, o estabelecimento [num ventre], a geração, a manifestação dos agregados, a obtenção das bases para contato - a isto se denomina nascimento. Com o surgimento do ser/existir existe o surgimento do nascimento. Com a cessação do ser/existir ocorre a cessação do nascimento. O caminho que conduz à cessação do nascimento é exatamente este Nobre Caminho Óctuplo; isto é, entendimento correto … concentração correta.

27. "Quando um nobre discípulo compreendeu dessa forma o nascimento, a origem do nascimento, a cessação do nascimento e o caminho que conduz à cessação do nascimento … ele aqui e agora dá um fim ao sofrimento. Desta forma, também, um nobre discípulo possui o entendimento correto, possui o entendimento que é reto, possui perfeita confiança no Dhamma e penetrou este verdadeiro Dhamma."

(Ser/existir)

28. Dizendo, "Muito bem, amigo" os bhikkhus ficaram contentes e satisfeitos com as palavras do venerável Sariputta. Então eles lhe fizeram uma outra pergunta: "Mas, amigo, pode haver alguma outra forma pela qual um nobre discípulo é aquele que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma?" - "Sim, pode haver, amigos."

29. "Quando, amigos, um nobre discípulo compreende o ser/existir, a origem do ser/existir, a cessação do ser/existir e o caminho que conduz à cessação do ser/existir, dessa forma ele é uma pessoa que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma."

30. "E o que é ser/existir, qual é a origem do ser/existir, qual é a cessação do ser/existir, qual é o caminho que conduz à cessação do ser/existir? Existem esses três tipos de seres: seres do reino sensual, seres do reino da matéria sutil e seres do reino imaterial. Com o surgimento do apego existe o surgimento do ser/existir. Com a cessação do apego ocorre a cessação do ser/existir. O caminho que conduz à cessação do ser/existir é exatamente este Nobre Caminho Óctuplo; isto é, entendimento correto … concentração correta.

31. "Quando um nobre discípulo compreendeu dessa forma o ser/existir, a origem do ser/existir, a cessação do ser/existir e o caminho que conduz à cessação do ser/existir … ele aqui e agora dá um fim ao sofrimento. Desta forma, também, um nobre discípulo possui o entendimento correto, possui o entendimento que é reto, possui perfeita confiança no Dhamma e penetrou este verdadeiro Dhamma."

(Apego)

32. Dizendo, "Muito bem, amigo" os bhikkhus ficaram contentes e satisfeitos com as palavras do venerável Sariputta. Então eles lhe fizeram uma outra pergunta: "Mas, amigo, pode haver alguma outra forma pela qual um nobre discípulo é aquele que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma?" - "Sim, pode haver, amigos."

33. "Quando, amigos, um nobre discípulo compreende o apego, a origem do apego, a cessação do apego e o caminho que conduz à cessação do apego, dessa forma ele é uma pessoa que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma."

34. "E o que é o apego, qual é a origem do apego, qual é a cessação do apego, qual é o caminho que conduz à cessação do apego? Existem esses quatro tipos de apego: apego a prazeres sensuais, apego a idéias, apego a preceitos e rituais e apego à doutrina de um eu. Com o surgimento do desejo existe o surgimento do apego. Com a cessação do desejo ocorre a cessação do apego. O caminho que conduz à cessação do apego é exatamente este Nobre Caminho Óctuplo; isto é, entendimento correto … concentração correta.
35. "Quando um nobre discípulo compreendeu dessa forma o apego, a origem do apego, a cessação do apego e o caminho que conduz à cessação do apego … ele aqui e agora dá um fim ao sofrimento. Desta forma, também, um nobre discípulo possui o entendimento correto, possui o entendimento que é reto, possui perfeita confiança no Dhamma e penetrou este verdadeiro Dhamma."

(Desejo)

36. Dizendo, "Muito bem, amigo" os bhikkhus ficaram contentes e satisfeitos com as palavras do venerável Sariputta. Então eles lhe fizeram uma outra pergunta: "Mas, amigo, pode haver alguma outra forma em que um nobre discípulo é aquele que possui entendimento correto … penetrou este verdadeiro Dhamma?" - "Sim, pode haver, amigos."

37. "Quando, amigos, um nobre discípulo compreende o desejo, a origem do desejo, a cessação do desejo e o caminho que conduz à cessação do desejo, dessa forma ele é uma pessoa que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma. "

38. "E o que é o desejo, qual é a origem do desejo, qual é a cessação do desejo, qual é o caminho que conduz à cessação do desejo ? Existem essas seis classes de desejo: desejo por formas, desejo por sons, desejo por aromas, desejo por sabores, desejo por tangíveis, desejo por objetos mentais. Com o surgimento da sensação existe o surgimento do desejo. Com a cessação da sensação ocorre a cessação do desejo. O caminho que conduz à cessação do desejo é exatamente este Nobre Caminho Óctuplo; isto é, entendimento correto … concentração correta.

39. "Quando um nobre discípulo compreendeu dessa forma o desejo, a origem do desejo, a cessação do desejo e o caminho que conduz à cessação do desejo … ele aqui e agora dá um fim ao sofrimento. Desta forma, também, um nobre discípulo possui o entendimento correto, possui o entendimento que é reto, possui perfeita confiança no Dhamma e penetrou este verdadeiro Dhamma."

(Sensação)

40. Dizendo, "Muito bem, amigo" os bhikkhus ficaram contentes e satisfeitos com as palavras do venerável Sariputta. Então eles lhe fizeram uma outra pergunta: "Mas, amigo, pode haver alguma outra forma em que um nobre discípulo é aquele que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma?" - "Sim, pode haver, amigos."

41. "Quando, amigos, um nobre discípulo compreende a sensação, a origem da sensação, a cessação da sensação e o caminho que conduz à cessação da sensação, dessa forma ele é uma pessoa que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma."

42. "E o que é a sensação, qual é a origem da sensação, qual é a cessação da sensação, qual é o caminho que conduz à cessação da sensação ? Existem essas seis classes de sensações: sensações que surgem do contato no olho, sensações que surgem do contato no ouvido, sensações que surgem do contato no nariz, sensações que surgem do contato na língua, sensações que surgem do contato no corpo, sensações que surgem do contato na mente. Com o surgimento do contato existe o surgimento da sensação. Com a cessação do contato ocorre a cessação da sensação. O caminho que conduz à cessação da sensação é exatamente este Nobre Caminho Óctuplo; isto é, entendimento correto … concentração correta.

43. "Quando um nobre discípulo compreendeu dessa forma a sensação, a origem da sensação, a cessação da sensação e o caminho que conduz à cessação da sensação … ele aqui e agora dá um fim ao sofrimento. Desta forma, também, um nobre discípulo possui o entendimento correto, possui o entendimento que é reto, possui perfeita confiança no Dhamma e penetrou este verdadeiro Dhamma."

(Contato)

44. Dizendo, "Muito bem, amigo" os bhikkhus ficaram contentes e satisfeitos com as palavras do venerável Sariputta. Então eles lhe fizeram uma outra pergunta: "Mas, amigo, pode haver alguma outra forma em que um nobre discípulo é aquele que possui entendimento correto … penetrou este verdadeiro Dhamma?" - "Sim, pode haver, amigos."

45. "Quando, amigos, um nobre discípulo compreende o contato, a origem do contato, a cessação do contato e o caminho que conduz à cessação do contato, dessa forma ele é uma pessoa que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma. "

46. "E o que é o contato, qual é a origem do contato, qual é a cessação do contato, qual é o caminho que conduz à cessação do contato ? Existem essas seis classes de contato: contato no olho, contato no ouvido, contato no nariz, contato na língua, contato no corpo, contato na mente. Com o surgimento das seis bases existe o surgimento do contato. Com a cessação das seis bases ocorre a cessação do contato. O caminho que conduz à cessação do contato é exatamente este Nobre Caminho Óctuplo; isto é, entendimento correto … concentração correta.

47. "Quando um nobre discípulo compreendeu dessa forma o contato, a origem do contato, a cessação do contato e o caminho que conduz à cessação do contato … ele aqui e agora dá um fim ao sofrimento. Desta forma, também, um nobre discípulo possui o entendimento correto, possui o entendimento que é reto, possui perfeita confiança no Dhamma e penetrou este verdadeiro Dhamma."

(As Seis Bases)

48. Dizendo, "Muito bem, amigo" os bhikkhus ficaram contentes e satisfeitos com as palavras do venerável Sariputta. Então eles lhe fizeram uma outra pergunta: "Mas, amigo, pode haver alguma outra forma em que um nobre discípulo é aquele que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma?" - "Sim, pode haver, amigos."

49. "Quando, amigos, um nobre discípulo compreende as seis bases, a origem das seis bases, a cessação das seis bases e o caminho que conduz à cessação das seis bases, dessa forma ele é uma pessoa que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma. "

50. "E o que são as seis bases, qual é a origem das seis bases, qual é a cessação das seis bases, qual é o caminho que conduz à cessação das seis bases ? Existem essas seis bases: a base do olho, a base do ouvido, a base do nariz, a base da língua, a base do corpo, a base da mente. Com o surgimento da mentalidade-materialidade existe o surgimento das seis bases. Com a cessação da mentalidade-materialidade ocorre a cessação das seis bases. O caminho que conduz à cessação das seis bases é exatamente este Nobre Caminho Óctuplo; isto é, entendimento correto … concentração correta.

51. "Quando um nobre discípulo compreendeu dessa forma as seis bases, a origem das seis bases, a cessação das seis bases e o caminho que conduz à cessação das seis bases … ele aqui e agora dá um fim ao sofrimento. Desta forma, também, um nobre discípulo possui o entendimento correto, possui o entendimento que é reto, possui perfeita confiança no Dhamma e penetrou este verdadeiro Dhamma."

(Mentalidade-materialidade)

52. Dizendo, "Muito bem, amigo" os bhikkhus ficaram contentes e satisfeitos com as palavras do venerável Sariputta. Então eles lhe fizeram uma outra pergunta: "Mas, amigo, pode haver alguma outra forma em que um nobre discípulo é aquele que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma?" - "Sim, pode haver, amigos."

53. "Quando, amigos, um nobre discípulo compreende a mentalidade-materialidade, a origem da mentalidade-materialidade, a cessação da mentalidade-materialidade e o caminho que conduz à cessação da mentalidade-materialidade, dessa forma ele é uma pessoa que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma. "

54. "E o que é mentalidade-materialidade, qual é a origem da mentalidade-materialidade, qual é a cessação da mentalidade-materialidade, qual é o caminho que conduz à cessação da mentalidade-materialidade? Sensação, percepção, volição, contato e atenção - esses são chamados mentalidade. Os quatro grandes elementos e a forma material derivada dos quatro grandes elementos - esses são chamados de materialidade. Dessa forma, essa mentalidade e materialidade é o que se denomina mentalidade-materialidade. Com o surgimento da consciência existe o surgimento da materialidade-mentalidade. Com a cessação da consciência ocorre a cessação da mentalidade-materialidade. O caminho que conduz à cessação da mentalidade-materialidade é exatamente este Nobre Caminho Óctuplo; isto é, entendimento correto … concentração correta.

55. "Quando um nobre discípulo compreendeu dessa forma a mentalidade-materialidade, a origem da mentalidade-materialidade, a cessação da mentalidade-materialidade e o caminho que conduz à cessação da mentalidade-materialidade … ele aqui e agora dá um fim ao sofrimento. Desta forma, também, um nobre discípulo possui o entendimento correto, possui o entendimento que é reto, possui perfeita confiança no Dhamma e penetrou este verdadeiro Dhamma."

(Consciência)

56. Dizendo, "Muito bem, amigo" os bhikkhus ficaram contentes e satisfeitos com as palavras do venerável Sariputta. Então eles lhe fizeram uma outra pergunta: "Mas, amigo, pode haver alguma outra forma em que um nobre discípulo é aquele que possui entendimento correto … penetrou este verdadeiro Dhamma?" - "Sim, pode haver, amigos."

57. "Quando, amigos, um nobre discípulo compreende a consciência, a origem da consciência, a cessação da consciência e o caminho que conduz à cessação da consciência, dessa forma ele é uma pessoa que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma. "

58. "E o que é consciência, qual é a origem da consciência, qual é a cessação da consciência, qual é o caminho que conduz à cessação da consciência? Existem essas seis classes de consciência: consciência no olho, consciência no ouvido, consciência no nariz, consciência na língua, consciência no corpo, consciência na mente. Com o surgimento das formações existe o surgimento da consciência. Com a cessação das formações ocorre a cessação da consciência. O caminho que conduz à cessação da consciência é exatamente este Nobre Caminho Óctuplo; isto é, entendimento correto … concentração correta.

59. "Quando um nobre discípulo compreendeu dessa forma a consciência, a origem da consciência, a cessação da consciência e o caminho que conduz à cessação da consciência … ele aqui e agora dá um fim ao sofrimento. Desta forma, também, um nobre discípulo possui o entendimento correto, possui o entendimento que é reto, possui perfeita confiança no Dhamma e penetrou este verdadeiro Dhamma."

(Formações)

60. Dizendo, "Muito bem, amigo" os bhikkhus ficaram contentes e satisfeitos com as palavras do venerável Sariputta. Então eles lhe fizeram uma outra pergunta: "Mas, amigo, pode haver alguma outra forma em que um nobre discípulo é aquele que possui entendimento correto … penetrou este verdadeiro Dhamma?" - "Sim, pode haver, amigos."

61. "Quando, amigos, um nobre discípulo compreende as formações, a origem das formações, a cessação das formações e o caminho que conduz à cessação das formações, dessa forma ele é uma pessoa que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma. "

62. "E o que são formações, qual é a origem das formações, qual é a cessação das formações, qual é o caminho que conduz à cessação das formações? Existem esses três tipos de formações: a formação corporal, a formação verbal e a formação mental. Com o surgimento da ignorância existe o surgimento das formações. Com a cessação da ignorância ocorre a cessação das formações. O caminho que conduz à cessação das formações é exatamente este Nobre Caminho Óctuplo; isto é, entendimento correto … concentração correta.

63. "Quando um nobre discípulo compreendeu dessa forma as formações, a origem das formações, a cessação das formações e o caminho que conduz à cessação das formações … ele aqui e agora dá um fim ao sofrimento. Desta forma, também, um nobre discípulo possui o entendimento correto, possui o entendimento que é reto, possui perfeita confiança no Dhamma e penetrou este verdadeiro Dhamma."

(Ignorância)

64. Dizendo, "Muito bem, amigo" os bhikkhus ficaram contentes e satisfeitos com as palavras do venerável Sariputta. Então eles lhe fizeram uma outra pergunta: "Mas, amigo, pode haver alguma outra forma em que um nobre discípulo é aquele que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma?" - "Sim, pode haver, amigos."

65. "Quando, amigos, um nobre discípulo compreende a ignorância, a origem da ignorância, a cessação da ignorância e o caminho que conduz à cessação da ignorância, dessa forma, ele é uma pessoa que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma. "

66. "E o que é ignorância, qual é a origem da ignorância, qual é a cessação da ignorância, qual é o caminho que conduz à cessação da ignorância? Não ter o conhecimento do sofrimento, não ter o conhecimento da origem do sofrimento, não ter o conhecimento da cessação do sofrimento, não ter o conhecimento do caminho que conduz à cessação do sofrimento - a isto se denomina ignorância. Com o surgimento das impurezas existe o surgimento da ignorância. Com a cessação das impurezas ocorre a cessação da ignorância. O caminho que conduz à cessação da ignorância é exatamente este Nobre Caminho Óctuplo; isto é, entendimento correto … concentração correta.

67. "Quando um nobre discípulo compreendeu dessa forma a ignorância, a origem da ignorância, a cessação da ignorância e o caminho que conduz à cessação da ignorância … ele aqui e agora dá um fim ao sofrimento. Desta forma, também, um nobre discípulo possui o entendimento correto, possui o entendimento que é reto, possui perfeita confiança no Dhamma e penetrou este verdadeiro Dhamma."

(Impurezas)

68. Dizendo, "Muito bem, amigo" os bhikkhus ficaram contentes e satisfeitos com as palavras do venerável Sariputta. Então eles lhe fizeram uma outra pergunta: "Mas, amigo, pode haver alguma outra forma em que um nobre discípulo é aquele que possui entendimento correto … penetrou este verdadeiro Dhamma?" - "Sim, pode haver, amigos."

69. "Quando, amigos, um nobre discípulo compreende as impurezas, a origem das impurezas, a cessação das impurezas e o caminho que conduz à cessação das impurezas, dessa forma ele é uma pessoa que possui entendimento correto … e penetrou este verdadeiro Dhamma. "

70. "E o que são impurezas, qual é a origem das impurezas, qual é a cessação das impurezas, qual é o caminho que conduz à cessação das impurezas? Existem essas três impurezas: a impureza do desejo sensual, a impureza de ser/existir e a impureza da ignorância. Com o surgimento da ignorância existe o surgimento das impurezas. Com a cessação da ignorância ocorre a cessação das impurezas. O caminho que conduz à cessação das impurezas é exatamente este Nobre Caminho Óctuplo; isto é, entendimento correto … concentração correta.

71. "Quando um nobre discípulo compreendeu dessa forma as impurezas, a origem das impurezas, a cessação das impurezas e o caminho que conduz à cessação das impurezas … ele aqui e agora dá um fim ao sofrimento. Desta forma, também, um nobre discípulo possui o entendimento correto, possui o entendimento que é reto, possui perfeita confiança no Dhamma e penetrou este verdadeiro Dhamma."
Isso foi o que disse o venerável Sariputta. Os bhikkhus ficaram satisfeitos e contentes com as palavras do venerável Sariputta.

Suttas e textos mencionados, na ordem em que aparecem no podcast:

Vipallasa Sutta (AN IV.49) - Distorções
Potthapada Sutta (DN 9) - Potthapada
Lokantagamana Sutta (SN XXXV.116) - O Fim do Mundo
Saleyyaka Sutta (MN 41) - Os Brâmanes de Sala
Nidana Sutta (DN 15) - O Grande Discurso da Origem Dependente
Puttamansa Sutta (SN XII.63) - A Carne do Filho
Saccavibhanga Sutta (MN 141) - A Análise das Verdades
Dhammacakkapavattana Sutta (SN LVI.11) - Colocando a Roda do Dhamma em Movimento
Snp II.1 - Ratana Sutta (Snp II.1) - Tesouros
Nalakalapiyo Sutta SNXII.67 (SN XII.67) - Feixes de Junco

Mais informações sobre a Origem Dependente no guia de estudo sobre a Origem Dependente.


Bons estudos



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem Vindo ao Sol Interno, agradecemos seu comentário.
Gostou deste Blog? Ajude-nos a divulga-lo.

Obrigado

Namastê
FIAT LUX
PAX

MMSorge

Se o amante se lança na chama da vela e não se queima,
ou a vela não é vela ou o homem não é Homem,
Assim o homem que não é enamorado de Deus
e que não faz esforços para o alcançar não é Homem.
Deus é aquele que queima o homem e o aniquila
e nenhuma razão o pode compreender.

Mawlana Rumi - ' Fihi ma fihi'

Por Amor

Por Amor
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

... És precioso aos meus olhos. Troco reinos inteiros por ti...

"Nem Cristão, Judeu, ou Muçulmano,

nem Hindu, nem Budista, Sufi ou Zen.

Nem uma Religião ou Sistema cultural.

Eu não sou do Oriente nem do Ocidente,

nem dos oceanos nem da terra,

nem material ou etéreo,

nem composto de elementos.

Eu não existo..."


Mawlana Jalaluddin Rumi