Perceba sua natureza transitória...

Desperte teu Sol Interno...

...e Siga a natureza silenciosa de teu coração.


MMSorge

Tradutor Universal

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Libertas - Marcus Viana


Libertas
Sagrado Coração da Terra
Composição: Marcus Viana


Como é difícil cantar o sublime

Num País de miséria e prosperidade

Se em nossas ruas crianças são bichos

Como falar da Mãe Liberdade?


Quantas vezes mais teremos que morrer pela utopia.

Mártires do grande sonho humano:

A comunhão, a tribo, o amor, o pão, a liberdade.


Me diz quem é livre e senhor de si mesmo.

Quem não é escravo de suas paixões.

Quem domina sua mente e seus medos.

No voragem de fogo dos corações.


Na febre das grandes cidades

Quem não sofre o julgo e arrasta grilhões

Com o peso da dor da humanindade

Quem não chora perdido na noite?


Alguém nos falou da liberdade: Olhai os lírios do campo

e as aves do céu; Não semeiam nem fiam; Escutai seu canto.

No coração da amazônia, nas cavernas do himalaia


O curumim e o sábio sabem andar no fio da navalha.

Liberdade - Só esses podem chamar teu nome

Abre as asas sobre nós e mata nossa fome.


Como pode o teu Mundo nascer

Se o velho Homem em nós não morrer?


Sê nossa mãe e nossa luz

Nosso farol, Liberdade ainda que tarde!


A rosa estrela me diz:

Já vejo a glória da manhã.

As águas douradas de aquário vertidas em nós.

LIBERTAS QUAE SERA TAMEM


FIAT LUX

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem Vindo ao Sol Interno, agradecemos seu comentário.
Gostou deste Blog? Ajude-nos a divulga-lo.

Obrigado

Namastê
FIAT LUX
PAX

MMSorge

Se o amante se lança na chama da vela e não se queima,
ou a vela não é vela ou o homem não é Homem,
Assim o homem que não é enamorado de Deus
e que não faz esforços para o alcançar não é Homem.
Deus é aquele que queima o homem e o aniquila
e nenhuma razão o pode compreender.

Mawlana Rumi - ' Fihi ma fihi'

Por Amor

Por Amor
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

... És precioso aos meus olhos. Troco reinos inteiros por ti...

"Nem Cristão, Judeu, ou Muçulmano,

nem Hindu, nem Budista, Sufi ou Zen.

Nem uma Religião ou Sistema cultural.

Eu não sou do Oriente nem do Ocidente,

nem dos oceanos nem da terra,

nem material ou etéreo,

nem composto de elementos.

Eu não existo..."


Mawlana Jalaluddin Rumi